Curso Mitologia e Psicologia Junguiana

postado em: Cursos On Line | 0

7slide

 

O objetivo central do curso é apresentar alguns mitos nucleares da Grécia Antiga para compreender, de um lado, a função cultural das narrativas no mundo grego arcaico; de outro lado, a proposta é discutir as relações existentes entre as imagens míticas e os arquétipos a partir do enfoque da Psicologia Analítica de Carl Gustav Jung. Na mitologia da Grécia Antiga, os deuses e os heróis míticos expressavam múltiplos aspectos da natureza e da existência humana. Para a psicologia Analítica, os mitos dos deuses e heróis são expressões simbólicas dos arquétipos, imagens vivas do teatro psíquico, onde são encenados os dramas inconscientes do amor e do ódio, da criação e da destruição, da luz e das sombras.

O mito de criação narrado na Teogonia, do poeta grego Hesíodo, descreve a criação do mundo civilizado e racional a partir do caos primordial. Para a Psicologia Analítica, a criação do mundo expressa simbolicamente a origem da consciência a partir das trevas do inconsciente. A deusa Afrodite, para os gregos, representava o poder sagrado e perigoso da sexualidade. Sob o foco junguiano, Afrodite expressa a possibilidade de conexão entre a sexualidade mais consciente e os desejos obscuros do inconsciente. Atená, para os gregos, é a deusa luminosa da cultura e das instituições da pólis, e vem a ser a guia iniciática dos heróis em sua jornada de lutas. Para a Psicologia Analítica, Atená expressa a função psíquica que permite a estruturação do ego e o processo de amadurecimento da personalidade. Hermes, na Grécia Antiga, é o deus diplomata, o mensageiro dos deuses e o guia das almas para o mundo dos mortos. Sob o foco psicológico, Hermes é o guardião das fronteiras psíquicas, cuja função é guiar o indivíduo na perigosa passagem entre a consciência e o inconsciente. E, finalmente, o herói Perseu, o assassino da Medusa, para os gregos é símbolo do poder humano para ultrapassar limites e realizar conquistas. Para a Psicologia Junguiana, o herói representa o processo de individuação, que envolve a morte simbólica do indivíduo e o seu renascimento em um nível mais ampliado de consciência.

  • Dia e horário: Às terças-feiras de 19h às 21h. De 04.MAI a 01.JUN – ON LINE!
  • Inscrições – Clique aqui!
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *